Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Mapa do rio Tocantins


 

 

Apresentação/Leitura paleográfica

 

 

Uma das preocupações constantes dos governadores de Goiás era estabelecer comunicação com o litoral, pois, Goiás, como capitania central, se ressentia da falta de comércio com estas regiões mais populosas e ricas. Um dos modos mais práticos de se concretizar tal projeto era se aproveitar do sistema hidrográfico que ligava os Sertões ao litoral.

 

Sobre o contexto da feitura desse mapa, assim escreve Pe. Luiz Antonio Silva e Souza no clássico da história goiana, “Memória sobre o descobrimento da Capitania de Goyaz”, quando se refere às atividades do governador José de Almeida Vasconcellos de Sobral e Carvalho que administrou a capitania de julho de 1772 a maio de 1778: “visitou no primeiro verão a capitania e os seus julgados […] Chegando ao Pontal fez pelo Rio Tocantins a primeira expedição para se examinar a navegação para o Grão-Pará, e se efetuou a 7 de setembro de 1773, comandada por Antônio Luiz Tavares Lisboa, que chegou, com trabalho e risco de vida, ao lugar do seu destino. Porém foi proibido de regressar sem ordem régia pelo governador, sendo-lhe preciso passar à cidade de São Luiz do Maranhão para voltar a esta capitania. Esta navegação se continuou ao depois, e ainda hoje é freqüentada”.1

 

Portanto, o presente mapa, copiado no Arquivo Militar pelo Capitão João Pedro de Gusmão e Vasconcellos Muniz em 1853, é a representação da viagem feita por Antonio Luis Tavares, do Porto do Arraial do Pontal até a cidade de Santa Maria de Belém do Grão-Pará, de ordem do governador José de Almeida Vasconcellos de Sobral e Carvalho.

 

 

Leitura paleográfica:

 

Mappa do Rio Tucantins, que o Ill.mo e Ex.mo Snr. Joze de Almeida de Vasconcellos de Sobral e Carvalho Governador e Cap.m General da Capitania de Goyas, mandou navegar do Porto do Arrayal do Pontal, onde o d.o Snr. se achava em 7 de Agosto de 1773, athe á Cid.e de S. Maria de Belem do Gram Para por Antonio Luis Tavares que com as instruções que S.Ex.a lhe deu, o carteou na forma que mostra este Mappa; asertado com o Roteiro q. o mesmo Antonio Luis entregou a S.Ex.a quando daquella Cid.e chegou a esta Capital, Villa Boa, e por elle se ve, que do d.o Porto á sobredita Cidade, são na melhor estimação 231 Legoas e 3/4.

 

 

Referências:

 

1 – SILVA e SOUZA, Pe. Luiz Antonio. Memória sobre o descobrimento da Capitania de Goyaz.

 

Fonte – Arquivo Histórico do Exército

Medidas – 40,5 cm × 98 cm

Data – 1773

Localização – CO-GO-10.01.2084

Arquivo Público do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

ArPDF

Setor de Garagens Oficiais SGO
Qd. 05 Lote 23 - CEP: 70.610-650 Brasília/DF - Tel.: (61) 3361-7739 arquivopublico@arquivopublico.df.gov.br