Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/10/18 às 10h19 - Atualizado em 26/10/18 às 10h19

MANOEL FREDERICO SOARES

Naturalidade: Rio de Janeiro – Natividade de Carangola
Nascimento: 25 de maio de 1922
Depoimento

Local: Brasília – DF
Data: 17 de fevereiro de 1993
Duração: 2 horas e 20 minutos
Entrevistadores: Júlio César Sousa Gomes e Marli Guedes da Costa
Temas:

Dados biográficos; origem familiar; trabalhos anteriores; a transferência para Brasília; a vida acadêmica e ingresso a Escola de Música e no meio artístico; problemas enfrentados na apresentação do seu trabalho; o relacionamento com artistas da música; Ciro Monteiro; Odete Amaral; Pedro Galiza Filho; Linda Batista; Dircinha; Ademilton Fonseca; Rubens Campos; Edu Rocaha; Carmem Costa; João Correia da Silva; Ari Monteiro; Redrinho Rodrigues; Alcides Gerardi; Jair Rodrigues; Mário Gennavio Filho; André Tenazio; Isaurinha Garcia; Araci de Almeida; Moreira da Silva; Edir Fontana; Desembargador Milton Sebastião Barbosa; Adelino Moreira; Alfeu Pinto; Benon Peixoto; Joaquim Roriz; Oscar Niemeyer; Ricardo Ponte; Pixinguinha; Sérgio Rezende; Romulo Marinho; Paulo Tim; Lindeberg; Nelson Curado; Darcy Ribeiro; histórico de seus trabalhos artísticos e composições; a repercussão de sua mais famosa obra desde a origem até o sucesso; contato com a música e seus interpretes como Sandra Helena; Pedrinho Rodrigues; o estouro da letra e melodia, da repercussão e gravação de “Tem bobo pra tudo”; o entrevistado canta a música de sua autoria; perfil da música e as regravações; outras composições de samba pra Carnaval; a transferência para Brasília; a carreira como instrumentista; o direito autoral e sua forma de arrecadação; a origem da Aruc; razões que o fizeram assumir a Associação das Escolas de Samba; o vinculo da Associação e Detur; a arrecadação monetária; a fundação da liga das Escolas de Samba; os problemas se saúde que o fizeram parar com a liga; os trabalhos como presidente da liga e da Associação e como Fundador de Escolas de Samba no entrono; o sonho da construção de um sambódromo em Brasília; o interesse de realização do sonho; sua posição em mostrar o projeto para tornar público e autentico; exemplos de construção e projetos do mesmo nível que o Sambrasilia; a atuação na Aruc; o passado da escola e o presente interesse no crescimento da escola A construção do ginásio e sua localização; o caráter esportivo da Aruc; sua atividade de participação na Associação Nacional dos Autores Compositores e Interpretes; os autores que juntamente com o entrevistado lançaram a Sociedade Brasileira de Autores e Escritores de Músicas(Sbacem); a importância da sociedade a sua finalidade e a prova que deu certo para os autores; as funções e cargos do entrevistado dentro da sociedade Amacim; as sedes; comprovação da Anacim com as outras nove sociedades; a repercussão e crescimento da Anacim; a importância de torná-la pública; a melhoria da sociedade e a forma de pertence-las; o perfil da sociedade; a arrecadação e remessa de direitos aos autores; a Amacim e a comparação entre os diferentes tratamentos das sociedades de direitos autorais; a participação no filme “O sonho não acabou”; o ingresso no filme; o título de comendador; a experiência no serviço público; a composição feita com o tema dos comendadores; a trajetória como candidato a deputado; a reação com a forma de candidatura; a fundação de um novo partido; o lançamento da candidatura; o interesse de lançar candidatos ao Senado; o apoio dos outros candidatos; a importância de participação na 1ª eleição de Brasília; a deportação de Getulio; a mudança e o retorno ao partido de origem; a desistência como político; a repercussão da candidatura e a rotina de trabalho; comparação da atuação político-partidária com salário e condições de vida; a moradia, rotina de trabalho; salário, o comitê a Conselheiro da Fundação Cultural Palmares; as funções como conselheiro; a Fundação; a produção cultural em Brasília; as dificuldades de apoio da Cooperart; as dificuldades de verba para Carnaval; o entrevistado brinca com a entrevistadora e conta “Mundo de Lata” e considerações finais. Mestre em mecânica, músico ligado a área cultural de Brasília.

Arquivo Público do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

ArPDF

Setor de Garagens Oficiais SGO
Qd. 05 Lote 23 - CEP: 70.610-650 Brasília/DF - Tel.: (61) 3361-7739 arquivopublico@arquivopublico.df.gov.br