Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/09/12 às 14h33 - Atualizado em 13/12/18 às 17h21

Mulheres: Cotidiano e Violência na Construção de Brasília na estação metrô 102 Sul

Uma mostra itinerante organizada pelo Arquivo Público do Distrito Federal (ArPDF) está em cartaz até o dia 10 setembro, na estação do metrô da 102 Sul. A exposição, intitulada Mulheres: cotidiano e violência na construção de Brasília, tem curadoria de Cristiane Portela e Guilherme França – ambos coordenadores do ArPDF -, e foi montada em função da inaugurada de mais uma sede do Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Brasília.

Ao todo são 20 painéis com 30 imagens da construção de Brasília que trazem aspectos da vida doméstica, alguns com fotos de mulheres da época nos acampamentos da NOVACAP. As imagens estão acompanhadas por 13 ocorrências policiais registradas entre o fim de 1957 e início de 1958, evidenciado, já naquele tempo, a violência no âmbito doméstico.

“Já naquele tempo a violência contra a mulher era um problema, só que na época elas não tinham mecanismos de defesa como, por exemplo, a Lei Maria da Penha. Até pela predominância do universo masculino, registrar uma ocorrência era algo difícil”, comparou o Coordenador de Educação e Cultura do ArPDF, Guilherme França, um dos curadores da mostra.

Todas as ocorrências que fazem parte da exposição foram retiradas de um livro-ata da IIª Divisão de Segurança Pública, composto por 100 folhas e 326 registros de casos num período de cinco meses. Do total de ocorrências deste volume, 34 envolvem mulheres.

Para o superintendente do Arquivo Público do DF, Gustavo Chauvet, a exposição coloca em cena atores outrora desconhecidos ou no ostracismo da história oficial da construção de Brasília.

“A exposição coloca em evidências atores e atrizes invisíveis do passado que viveram essa realidade. Como a nova sede do Centro de Referência á Mulher novas narrativas serão construídas dentro deste tema”, comenta Chauvet. “O arquivo público do DF tem mais de 1 milhão de fotos arquivadas e muito bem guardadas que, com essa nova gestão, estamos disponibilizando à sociedade a partir de eventos como essa exposição”, destaca o superintendente.

É a segunda vez que o público brasiliense tem oportunidade de acompanhar a exposição, Mulheres: cotidiano e violência na construção de Brasília – Ocorrências Policiais – 1957/1958. A primeira montagem da mostra aconteceu em março deste ano, no Teatro Nacional, em comemoração à semana da mulher.

A expectativa é que o evento volte à circular em outras cidades do Distrito Federal, obedecendo a um calendário de eventos do GDF que prestigie a figura da mulher.

Arquivo Público do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

ArPDF

Setor de Garagens Oficiais SGO
Qd. 05 Lote 23 - CEP: 70.610-650 Brasília/DF - Tel.: (61) 3361-7739 arquivopublico@arquivopublico.df.gov.br